Uma análise da pobreza multidimensional do Nordeste metropolitano com uso de modelo de equações estruturais

  • Lucilena Ferraz Castanheira Corrêa UFPE
  • João Policarpo Rodrigues Lima UFPE
  • Luís Henrique Romani de Campos Fundação Joaquim Nabuco
Palavras-chave: Pobreza, Bem-estar econômico, Capacidade, Inclusão econômica, Inclusão por meio das condições de moradia

Resumo

A pobreza é um fenômeno social altamente complexo e a problemática desse estágio de privação é constituída pela agregação de vários fatores sociais. Diante dessa perspectiva, quanto mais informação for sendo incorporada aos estudos que envolvem esse estágio de privação, mais preciso será o diagnóstico dessa realidade. Este artigo utiliza como instrumento analítico o método de Modelagem de Equações Estruturais (MEE), empregando microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2009, com foco nas regiões metropolitanas do Nordeste: Fortaleza, Recife e Salvador. Foram definidas quatro dimensões da pobreza (capacidade, bem-estar econômico, inclusão econômica e inclusão por meio das condições de moradia), em que é efetuada análise de correlação. No segundo momento, essas dimensões passam a ser analisadas sob a ótica dos seus impactos sobre a pobreza. Os resultados desse estudo reforçam a existência multidimensional das características desse estado de privação social e econômica já apontada por outros trabalhos a partir de uma modelagem mais adequada ao arcabouço teórico.


DOI http://dx.doi.org/10.1590/S0102-30982015000000018

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-09-17
Como Citar
Corrêa, L. F. C., Lima, J. P. R., & Campos, L. H. R. de. (2015). Uma análise da pobreza multidimensional do Nordeste metropolitano com uso de modelo de equações estruturais. Revista Brasileira De Estudos De População, 32(2), 313-333. Recuperado de https://rebep.org.br/revista/article/view/717
Seção
Artigos originais