As mulheres chefes de domicílios e a formação de famílias monoparentais: Brasil, século XIX

Dora Isabel Paiva da Costa

Resumo


O objetivo do artigo é examinar o fenômeno chefia feminina de domicílios. O autor introduz uma metodologia que aborda os arranjos domésticos à luz do ciclo de desenvolvimento da família e alguns dados comparativos com outras localidades. Observa-se que estas famílias vivenciaram estratégias específicas de sobrevivência quando houve mudanças na organização produtiva da sociedade e nas fases do ciclo de família. Tal especificidade contrastou os arranjos chefiados por homens e mulheres.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista Brasileira de Estudos de População, ISSN 0102-3098 (Impresso) e ISSN 1980-5519 (on-line) 

E-mail: editora@rebep.org.br e secretaria@rebep.org.br 

Financiadores:

 

        

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia