Avanços metodológicos recentes na medição dos diferenciais da mortalidade

Ralph Hakkert

Resumo


Discutem-se algumas técnicas recentes que visam facilitar a análise da mortalidade diferencial segundo diversos critérios simultâneos, em situações onde as amostras pequenas impedem um cruzamento por todas as dimensões relevantes. Todas estas técnicas envolvem o uso de modelos de regressão. Embora alguns detalhes técnicos sejam inevitáveis, visa-se principalmente providenciar uma introdução ao assunto para os não-especialistas, com uma ampla bibliografia dos trabalhos teóricos e aplicados atualmente desenvolvidos na área. O raciocínio subjacente ao método dos riscos proporcionais de Cox, o mais comum nas aplicações atuais, é explicado, e suas vantagens e desvantagens são apontadas. Levantam-se alternativas mais apropriadas para a análise da mortalidade em populações humanas. Discutem-se ainda o problema da heterogeneidade não explicada e algumas extensões para a estimação indireta, inspiradas pelo método Cox.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista Brasileira de Estudos de População, ISSN 0102-3098 (Impresso) e ISSN 1980-5519 (on-line) 

E-mail: editora@rebep.org.br e secretaria@rebep.org.br 

Financiadores:

 

        

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia