Padrões de seletividade relacionados aos casais homossexuais e heterossexuais no Brasil

Fernanda Fortes de Lena, Ana Maria Hermeto Camilo de Oliveira

Resumo


Esse artigo tem por objetivo analisar os padrões de seletividade marital entre os casais heterossexuais e os casais homossexuais no Brasil, investigando os níveis de escolaridade, cor/raça e grupo etário. Inicialmente foi feita uma análise descritiva dos dados com o intuito de caracterizar a população estudada e os diferenciais entre os tipos de casais. Além disso, esse artigo utiliza tabelas de contingência e modelos log-lineares para compreender as formas de associações entre os casais e quais variáveis influenciam a seletividade dos parceiros. Os resultados mostram que cor/raça e escolaridade têm maior influência na seletividade dos casais heterossexuais, enquanto cor/raça e grupo etário são mais relevantes para os casais homossexuais em relação aos seus padrões de seletividade. Portanto, é possível identificar a existência de diferenças entre as características de seletividade entre esses casais e seus padrões, o que abre margem para estudos posteriores que possam aprofundar a compreensão das distinções entre esses padrões, no sentido de encontrar formas de tentar explicá-las e suas possíveis consequências no Brasil.

DOI http://dx.doi.org/10.1590/S0102-30982015000000007


Palavras-chave


Seletividade marital; Homossexuais; Casamento; Educação; Arranjos familiares

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista Brasileira de Estudos de População, ISSN 0102-3098 (Impresso) e ISSN 1980-5519 (on-line) 

E-mail: editora@rebep.org.br e secretaria@rebep.org.br 

Financiadores:

 

        

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia