A imigração polonesa para São Paulo no pós-Segunda Guerra Mundial no quadro das entradas dos “deslocados de guerra”: 1947 a 1951

  • Sênia Bastos Universidade Anhembi Morumbi
  • Maria do Rosário Rolfsen Salles Universidade Anhembi Morumbi
Palavras-chave: Imigração, Pós-Segunda Guerra, Deslocados, Poloneses, São Paulo

Resumo

O presente trabalho se insere no âmbito da história social da imigração para São Paulo, focalizando especificamente o período comumente classificado como a retomada da imigração, no pós-Segunda Guerra Mundial, quando as entradas se dividem basicamente em dois momentos: 1947-1951, com o apoio da Organização Internacional das Migrações(OIR); e 1952-1980, com o apoio do Comitê Intergovernamental para as Migrações Europeias (Cime). O estudo enfoca a nacionalidade polonesa no quadro da imigração dos chamados “deslocados de guerra”, provenientes dos campos de refugiados da Alemanha e da Áustria. Com base na documentação do Memorial do Imigrante, sistematizada em um banco de dados, e nos artigos publicados na Revista de Imigração e Colonização (RIC), procura-se contextualizar a discussão do período, sobre a necessidade e conveniência ou não da entrada desses imigrantes deslocados que foram introduzidos graças a acordos entre o Brasil e a OIR, além de traçar o perfil desses imigrantes, que formavam o maior grupo entre as nacionalidades entradas no período. O foco na imigração polonesa do pós-guerra ressalta a especificidade desse fluxo, cujo perfil se diferencia das levas anteriores num contexto marcado, preferencialmente, pela proteção ao trabalhador nacional e ao migrante interno.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-06-30
Como Citar
Bastos, S., & Salles, M. do R. R. (2014). A imigração polonesa para São Paulo no pós-Segunda Guerra Mundial no quadro das entradas dos “deslocados de guerra”: 1947 a 1951. Revista Brasileira De Estudos De População, 31(1), 151-167. Recuperado de https://rebep.org.br/revista/article/view/647
Seção
Artigos originais