Cinquenta anos de crescimento populacional e absorção de mão-de-obra no Brasil: de 1950 a 2000

Paulo de Tarso A. Paiva

Resumo


A população economicamente ativa (PEA) cresce rapidamente no Brasil, seja em razão do crescimento populacional, seja do aumento da participação feminina. Este ritmo de crescimento continuará, pelo menos, até o final deste século. O impacto causado pela recente queda da fecundidade será moderado e afetará apenas as faixas etárias mais jovens. A despeito do rápido crescimento do emprego na indústria de transformação, o tamanho relativo do chamado setor informal tem-se mantido estável desde 1950. Dada a taxa de crescimento da PEA e o declínio do emprego na agricultura, haverá grande pressão por empregos urbanos nos próximos vinte anos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista Brasileira de Estudos de População, ISSN 0102-3098 (Impresso) e ISSN 1980-5519 (on-line) 

E-mail: editora@rebep.org.br e secretaria@rebep.org.br 

Financiadores:

 

        

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia