Do método para estimar o tamanho médio das redes pessoais e o tamanho de populações difíceis de contar

  • Weber Soares IGC/UFMG
  • Dimitri Fazito Cedeplar/UFMG
  • Sergio Donizete Faria IGC/UFMG
Palavras-chave: Método de ampliação das redes sociais, Populações difíceis de contar, Migração internacional

Resumo

O método conhecido como Network Scale-Up (NSU) – método de ampliação das redes sociais −, utilizado para estimar “populações difíceis de contar” (hard-to-count populations), baseia-se na ideia de que as populações humanas se organizam numa rede complexa de interações sociais, na qual todos os indivíduos, independentemente de atributos pessoais distintos, estão conectados. Conhecendo-se, então, o padrão das redes pessoais associado a determinados atributos individuais, é possível estimar “parcelas” da população que possuem esses mesmos atributos. Os emigrantes internacionais, em especial os que se encontram em situação irregular, enquadram-se nesse tipo de subpopulação, cujo tamanho é desconhecido dada a dificuldade ou até mesmo a impossibilidade de mensurá-la diretamente. A descrição do método da ampliação das redes sociais e dos procedimentos metodológicos para obtenção dos dados necessários à aplicação desse método para estimar o número de emigrantes e de retornados internacionais de uma cidade brasileira de porte médio hipotética constitui o objetivo deste texto.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-07-30
Como Citar
Soares, W., Fazito, D., & Faria, S. D. (2013). Do método para estimar o tamanho médio das redes pessoais e o tamanho de populações difíceis de contar. Revista Brasileira De Estudos De População, 29(1), 101-115. Recuperado de https://rebep.org.br/revista/article/view/54
Seção
Artigos originais