O patriarcalismo possível: relações de poder em uma região do Brasil escravista em que o trabalho familiar era a norma

  • Cacilda Machado ESS/UFRJ
Palavras-chave: Patriarcalismo, Dependência, Escravidão

Resumo

Esse artigo procura reunir indicadores da existência de uma peculiar forma de patriarcalismo em regiões de agricultura de alimentos do Brasil escravista, nas quais a população cativa era pouco relevante, do ponto de vista demográfico, e onde o trabalho familiar era a norma. O locus de estudo é a Freguesia de São José dos Pinhais (PR), na passagem do século XVIII para o XIX, cuja dinâmica das relações sociais é analisada a partir de dados sobre composição dos domicílios, produção e posse de terras.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-09-09
Como Citar
Machado, C. (2013). O patriarcalismo possível: relações de poder em uma região do Brasil escravista em que o trabalho familiar era a norma. Revista Brasileira De Estudos De População, 23(1), 167-186. Recuperado de https://rebep.org.br/revista/article/view/234
Seção
Artigos originais