Comparando as idades à primeira relação sexual, à primeira união e ao nascimento do primeiro filho de duas coortes de mulheres brancas e negras em Belo Horizonte: evidências quantitativas

  • Andréa Branco Simão Cedeplar/UFMG
  • Paula Miranda-Ribeiro Cedeplar/UFMG
  • André Junqueira Caetano Cedeplar/UFMG
  • André Junqueira Caetano Cedeplar/UFMG
  • Cibele Comini César Cedeplar/UFMG
  • Cibele Comini César Cedeplar/UFMG
Palavras-chave: Primeira relação sexual, Primeira união, Primeiro filho, Idade, Raça/cor, Belo Horizonte

Resumo

Este trabalho apresenta um estudo sobre as idades à primeira relação sexual, ao primeiro casamento e ao nascimento do primeiro filho de mulheres brancas e negras, de 20 a 29 anos e 50 a 59 anos, em Belo Horizonte. Os objetivos centrais são: verificar as mudanças ocorridas nas idades à primeira relação sexual, ao primeiro casamento e ao nascimento do primeiro filho; e analisar se as diferenças constatadas são mais evidentes quando se considera a coorte de nascimento ou a raça/cor das mulheres. Os dados provêm da pesquisa Saúde Reprodutiva, Sexualidade e Raça/Cor (SRSR), realizada pelo Cedeplar em 2002. A metodologia baseia-se em curvas de sobrevivência, obtidas pelo estimador de Kaplan-Meier e comparadas através do teste log-rank.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-09-09
Como Citar
Simão, A. B., Miranda-Ribeiro, P., Caetano, A. J., Caetano, A. J., César, C. C., & César, C. C. (2013). Comparando as idades à primeira relação sexual, à primeira união e ao nascimento do primeiro filho de duas coortes de mulheres brancas e negras em Belo Horizonte: evidências quantitativas. Revista Brasileira De Estudos De População, 23(1), 151-166. Recuperado de https://rebep.org.br/revista/article/view/233
Seção
Artigos originais