Transições dos jovens para o mercado de trabalho, primeiro filho e saída da escola: o caso brasileiro

  • Elzira Lúcia de Oliveira Universidade Candido Mendes
  • Eduardo Luiz Gonçalves Rios-Neto Universidade Federal de Minas Gerais
  • Ana Maria Hermeto Camilo de Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Transições de jovens, Mercado de trabalho, Análise de sobrevivência

Resumo

Este artigo investiga o relacionamento entre as idades em que ocorrem as transições de saída da escola, entrada no mercado de trabalho e formação da família. A metodologia adotada foi a análise de sobrevivência. Realizou-se análise descritiva, por meio de modelo não paramétrico (Kaplan Meier), para estimar funções de sobrevivência para cada uma dessas transições por sexo. Foi também feita abordagem semiparamétrica (Modelo de Riscos Proporcionais de Cox), incluindo-se variáveis como educação da mãe e do pai, situação de residência até os 15 anos, etc. A base de dados utilizada neste artigo foi a Pesquisa sobre Padrões de Vida – PPV. Os resultados captaram a experiência de transição das pessoas com 20 a 49 anos na época da pesquisa (1996-1997) e, portanto, não necessariamente traduzem a experiência dos jovens que estão realizando as transições nessa década. A importância dos achados do estudo está justamente nessa característica, pois, se para a experiência dessas coortes fica evidente uma seqüência de transições e a idade ao primeiro filho reduz em apenas 0,9% o risco de deixar a escola, é porque a transição para o primeiro filho não representava o principal motivo de evasão escolar. Assim, os desafios identificados, as idades e os fatores intervenientes nas transições são informações de grande relevância para políticas públicas de educação, qualificação, geração de emprego, habitacionais e de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-09-09
Como Citar
Oliveira, E. L. de, Rios-Neto, E. L. G., & Oliveira, A. M. H. C. de. (2013). Transições dos jovens para o mercado de trabalho, primeiro filho e saída da escola: o caso brasileiro. Revista Brasileira De Estudos De População, 23(1), 109-127. Recuperado de https://rebep.org.br/revista/article/view/231
Seção
Artigos originais