O Brasil e a Espanha na dinâmica das migrações internacionais: um breve panorama da situação dos emigrantes brasileiros na Espanha

  • Erika Masanet Ripoll Universidade de Alicante
Palavras-chave: Imigração, Contexto de recepção, Mercado de trabalho

Resumo

Paralelamente à inversão migratória no Brasil durante a década de 80, quando passou a ser um país de emigração, iniciou-se na Espanha o processo contrário, de país de destino da imigração estrangeira. Em pouco tempo, presenciou-se na Espanha uma importante afluência de imigrantes procedentes de um leque geográfico, cultural e étnico cada vez mais amplo, de tal modo que este país tem se convertido, na atualidade, num dos principais destinos dos estrangeiros não comunitários que querem se estabelecer na Europa. O presente trabalho tem como principal objetivo oferecer um panorama sobre a realidade social do coletivo de imigrantes brasileiros estabelecidos na Espanha, a partir de dados secundários procedentes de diversas fontes oficiais espanholas. Assim, é feita uma descrição das características sociodemográficas básicas da população imigrante na Espanha (volume, distribuição geográfica, sexo, idade, etc.), centrando-se no coletivo brasileiro. Da mesma forma, aborda-se o contexto de recepção econômico-laboral da população imigrante na Espanha, visando compreender melhor como se produz a inserção da população imigrante extracomunitária no mercado de trabalho espanhol, e apresentam-se alguns dados socioeconômicos deste segmento e sua comparação com a população brasileira

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-08-14
Como Citar
Ripoll, E. M. (2013). O Brasil e a Espanha na dinâmica das migrações internacionais: um breve panorama da situação dos emigrantes brasileiros na Espanha. Revista Brasileira De Estudos De População, 25(1), 151-165. Recuperado de https://rebep.org.br/revista/article/view/179
Seção
Artigos originais