Movimentos pendulares e integração regional no leste fluminense

Palavras-chave: Arranjos Populacionais, Centralidade Urbana, Rio de Janeiro

Resumo

A pendularidade é uma importante medida para avaliar os processos de integração das cidades e a dinâmica populacional regional. Em 2015, o IBGE identificou a intensificação dos movimentos pendulares entre os municípios do leste fluminense, de Arraial do Cabo a São João da Barra, considerando-os aspectos relevantes da urbanização brasileira. Contudo, pouco se sabe sobre o peso da pendularidade entre esses municípios e o nível de interação que eles estabelecem com Macaé, principal destino dos pendulares na região. Esse trabalho analisa o grau de integração regional do vetor leste fluminense, a partir dos dados censitários de 2000 e 2010. A pendularidade por trabalho e/ou estudo observada em Macaé o coloca em posição de destaque entre os municípios selecionados. Afirmamos, portanto, que Macaé não é apenas uma cidade em movimento, mas também um município potencialmente integrador do mercado de trabalho das demais municipalidades da região. É em torno desse município que o tecido urbano regional tem se reorganizado. Esse estudo pode iluminar novas discussões sobre os processos recentes de urbanização no estado do Rio de Janeiro, sobretudo por se tratar de uma região demograficamente integrada, mas politicamente fragmentada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hisrael Passarelli-Araujo, UFMG

Hisrael Passarelli-Araujo é mestrando em Demografia pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e bacharel em Administração Pública pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf).

Joseane de Souza, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Joseane de Souza é doutora em Demografia pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora associada da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf).

Referências

AGNEW, J. From the political economy of regions to regional political economy. Progress in Human Geography, v. 24, n. 1, p. 101-110, Mar. 2000.

ARAUJO, E. C. de. Processos recentes de urbanização em território fluminense: o fenômeno da dispersão sob a ótica da influência de grandes projetos urbanos. In: OJIMA, R.; MARANDOLA JR., E. (ed.). Dispersão urbana e mobilidade populacional: implicações para o planejamento urbano e regional. 1. ed. São Paulo: Blücher, 2016. p. 91-111.

ARRAIS, T. A. A cidade e a região/a cidade-região: reconhecer processos e construir políticas. Cadernos Metrópole, v. 20, n. 2, p. 81-91, 2008.

BADIE, B. et al. Migration: a new perspective – Building Global Governance. 2. ed. Paris: Éditions La Découverte, 2008.

BAENINGER, R. Região, metrópole e interior: espaços ganhadores e espaços perdedores nas migrações recentes no Brasil, 1980-1996. Campinas: Nepo/Unicamp, 2000. (Textos Nepo, n. 35).

BRITO, F.; SOUZA, J. de. Expansão urbana nas grandes metrópoles: o significado das migrações intrametropolitanas e da mobilidade pendular na reprodução da pobreza. São Paulo em Perspectiva, v. 19, n. 4, p. 48-63, 2005.

CARVALHO, J. A. M.; RIGOTTI, J. I. R. Os dados censitários brasileiros sobre migrações internas: algumas sugestões de análise. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 15, n. 2, p. 7-17, 1998.

CRUZ, J. L.; TERRA, D. C. T. Petróleo e porto no norte do estado do Rio de Janeiro, Brasil. Eure, v. 46, n. 139, p. 189-208, 2020.

CUNHA, J. M. P. da; FARIAS, L. A. C. de; JAKOB, A. A. E. Uma periferia, dois centros: o município de Praia Grande no contexto da formação da macrometrópole paulista no começo do século XXI. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 37, p. 1-28, 2020.

GALVÃO, M. V.; FAISSAL, S. Áreas de pesquisa para determinação de áreas metropolitanas. Revista Geográfica, n. 70, p. 57-89, jun. 1969.

GU, Z. et al. Circlize implements and enhances circular visualization in R. Bioinformatics, v. 30, n. 19, p. 2811-2812, June 2014.

HORNER, M. W. Spatial dimensions of urban commuting: a review of major issues and their implications for future geographic research. The Professional Geographer, v. 56, n. 2, p. 160-173, 2004.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Arranjos populacionais e concentrações urbanas no Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro, 2015.

JARDIM, A. de P. Reflexões sobre a mobilidade pendular. In: OLIVEIRA, L. A. P. de; OLIVEIRA, A. T. R. (ed.). Reflexões sobre os deslocamentos populacionais no Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, 2011. p. 58-70.

JULIEN, M. P. Mesurer un univers urbain en expansion. Economie et Statistique, v. 336, n. 1, p. 3-33, 2000.

LOBO, C. et al. Mobilidade pendular e a integração metropolitana: uma proposta metodológica para os municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte/MG – 2010. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 34, n. 2, p. 321-339, 2017.

LOBO, C.; CARDOSO, L.; ALMEIDA, I. L. de. Mobilidade pendular e integração regional: uma metodologia de análise para as regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. Cadernos Metrópole, v. 20, n. 41, p. 171-189, 2018.

MOURA, R.; CASTELLO BRANCO, M. L. G.; FIRKOWSKI, O. L. C. de F. Movimento pendular e perspectivas de pesquisas em aglomerados urbanos. São Paulo em Perspectiva, v. 19, n. 4, p. 121-133, 2005.

MOURA, R.; DELGADO, P.; COSTA, M. A. Movimento pendular e políticas públicas: algumas possibilidades inspiradas numa tipologia dos municípios brasileiros. In: BOUERI, R.; COSTA, M. A. (ed.). Brasil em desenvolvimento 2013: Estado, planejamento e políticas públicas. Brasília: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 2013. p. 665-688.

OJIMA, R.; MARANDOLA JR., E. Mobilidade populacional e um novo significado para as cidades: dispersão urbana e reflexiva na dinâmica regional não metropolitana. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 14, n. 2, p. 103-116, 2012.

PEREIRA, R. H. M.; HERRERO, V. Mobilidade pendular: uma proposta teórico-metodológica. 1. ed. Brasília: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 2009.

PEREIRA, W. L. de M. História e região: inovação e industrialização na economia salineira fluminense. Revista de História Regional, v. 15, n. 2, p. 184-210, 2010.

PIQUET, R. Norte Fluminense: mudanças e incertezas na era do petróleo. In: II SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE DESENVOLVIMENTO REGIONAL. Anais [...]. Santa Cruz do Sul-RS: Universidade Santa Cruz – Unisc, 2003.

PIQUET, R.; GIVISIEZ, G. H. N.; OLIVEIRA, E. L. de. A nova centralidade de Campos dos Goytacazes: o velho e o novo contexto regional. RDE – Revista de Desenvolvimento Econômico, v. 9, n. 16, p. 39-58, 2008.

PRESTON, S. H.; HEUVELINE, P.; GUILLOT, M. Demography: measuring and modeling population process. 1. ed. Oxford: Blackwell Publishing, 2001.

SANDER, N. et al. Visualising migration flow data with circular plots. Vienna: Vienna Institute of Demography, 2014. (Working Papers, v. 2).

SCOTT, A. et al. Cidades-regiões globais. Espaço & Debates, v. 41, n. 1, p. 11-25, 2001.

SILVA, S. C. da. Globalização e o circuito espacial de produção petrolífero: as cidades da informação e as cidades da extração. In: XI ENCONTRO NACIONAL DA ANPEGE. Anais [...]. Presidente Prudente-SP: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Geografia, 2015.

SILVA, S. C. da. O circuito espacial de produção do petróleo: rede urbana e escalas de poder. In: XVII ENANPUR. Anais [...]. São Paulo: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional, 2017.

SIMÕES, R.; AMARAL, P. V. Interiorização e novas centralidades urbanas: uma visão prospectiva para o Brasil. Economia, v. 12, n. 3, p. 553-579, 2011.

SOJA, E. W. On the concept of global city regions. Art-e-Fact, n. 4, 2006. Disponível em: http://artefact.mi2.hr/_a04/lang_en/theory_soja_en.htm. Acesso em: 15 ago. 2020.

SOUZA, J. de; FRUTUOZO, J. V. de P. Rio de Janeiro: considerações sobre os processos de expansão urbana e interiorização do crescimento (1980-2010). urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana, v. 10, n. 1, p. 124-139, 2018.

SOUZA, J. de; PASSARELLI-ARAUJO, H.; POHLMANN, M. de O. Rio de Janeiro e novas urbanidades: reflexões sobre a integração regional do litoral norte fluminense e os desafios à governança supralocal. In: XVIII ENANPUR. Anais [...]. Natal-RN: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional, 2019.

SOUZA, J. de; PASSARELLI-ARAUJO, H.; VASCONCELOS JÚNIOR, A. F. da S. Macaé: uma cidade em movimento. In: SILVA, S. R. de A. E.; CARVALHO, M. R. de (ed.). Macaé, do caos ao conhecimento: olhares acadêmicos sobre o cenário de crise econômica. 1. ed. Macaé-RJ: Observatório da Cidade de Macaé, 2019. p. 64-80.

SOUZA, J. de; TERRA, D. C. T. Indústria petrolífera, mercado de trabalho e nível de dependência da mão de obra exógena nos municípios produtores de petróleo da Bacia de Campos, RJ. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 17, n. 1, p. 123, 2015.

SOUZA, J. de; TERRA, D. C. T. Rio de Janeiro: rumo a uma nova região metropolitana? Cadernos Metrópole, v. 19, n. 40, p. 817-840, 2017.

SOUZA, J. de; TERRA, D. C. T. Migrações, pendularidades e mercado de trabalho no segmento upstream da indústria do petróleo na Bacia de Campos. Eure, v. 46, n. 137, p. 157-180, 2020.

TERRA, D. C. T.; AZEVEDO, N. L. de. Limites e possibilidades da construção de arranjos político-institucionais de cooperação intermunicipal na Bacia de Campos. In: SILVA, S. R. de A. E.; CARVALHO, M. R. de (ed.). Macaé, do caos ao conhecimento: olhares acadêmicos sobre o cenário de crise econômica. 1. ed. Macaé: Prefeitura Municipal de Macaé, 2019. p. 459-502.

UNITED STATES GOVERNNMENT. Federal Register, v. 65, n. 249, 2000.

WONG, L. L. R.; BONIFÁCIO, G. M. Evidências da diminuição do tamanho das coortes brasileiras: fecundidade abaixo do nível de reposição nas principais regiões metropolitanas – 2004 a 2006. In: XVI ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS. Anais [...]. Caxambu-MG: Abep, 2008.

Publicado
2020-09-28
Como Citar
Passarelli-Araujo, H., & de Souza, J. (2020). Movimentos pendulares e integração regional no leste fluminense. Revista Brasileira De Estudos De População, 37, 1-23. https://doi.org/10.20947/S0102-3098a0126
Seção
Artigos originais