Análise espacial dos acidentes de trânsito com vítimas fatais: comparação entre o local de residência e de ocorrência do acidente no Rio de Janeiro

  • Vanessa dos Reis de Souza Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Suzana Cavenaghi Ence/IBGE
  • José Eustáquio Diniz Alves Ence/IBGE
  • Mônica de Avelar Figueiredo Mafra Magalhães Fundação Oswaldo Cruz
Palavras-chave: Acidentes de trânsito, Mortalidade, Análise espacial, Rio de Janeiro

Resumo

Este trabalho tem por objetivo comparar a distribuição espacial dos óbitos por acidentes de trânsito na cidade do Rio de Janeiro, em 2003, a partir de três tipos de endereço: residência da vítima; local de ocorrência do acidente; e local de ocorrência do óbito, em nível de setor censitário. Utilizou-se o Estimador de Kernel para verificar se existe ou não diferença nos padrões de áreas de risco determinados a partir dos registros destes endereços. Concluiu-se que há diferença nos padrões espaciais, em todos os tipos de endereço utilizados. Dessa forma, mostra-se como o mapeamento dos acidentes, identificando o local de ocorrência deste, é essencial, pois fornece subsídios às ações de políticas públicas para redução e prevenção dos acidentes. Para tanto, são necessárias algumas medidas administrativas que permitam a sistematização e o registro da informação adequada.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-08-13
Como Citar
Souza, V. dos R. de, Cavenaghi, S., Alves, J. E. D., & Magalhães, M. de A. F. M. (2013). Análise espacial dos acidentes de trânsito com vítimas fatais: comparação entre o local de residência e de ocorrência do acidente no Rio de Janeiro. Revista Brasileira De Estudos De População, 25(2), 353-364. Recuperado de https://rebep.org.br/revista/article/view/164
Seção
Artigos originais