Diferencial de salários entre homens e mulheres segundo a condição de migração

  • Natalia Nunes Ferreira Batista USP
  • Maria Cristina Cacciamali USP
Palavras-chave: Diferencial de salário por sexo, Migração, Segregação, Índice de dissimilaridade, Decomposição Oaxaca-Blinder

Resumo

Este trabalho analisa a diferença salarial por sexo, segundo a condição de migração da população. Por meio do cálculo do índice de dissimilaridade de Duncan e da decomposição de Oaxaca para os salários de homens e mulheres migrantes e não-migrantes, encontraram-se situações diferenciadas para a Região Sudeste e o restante do país. Os resultados mostram que a elevada diferença salarial entre sexo verificada na população migrante residente fora da Região Sudeste mantém-se devido à diferente valorização no mercado de trabalho do local de destino dos atributos masculinos vis-à-vis os femininos. Já no caso do Sudeste, a menor diferença salarial constatada entre homens e mulheres migrantes deve-se mais às características específicas das trabalhadoras do que à valorização diferenciada no mercado de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-08-12
Como Citar
Batista, N. N. F., & Cacciamali, M. C. (2013). Diferencial de salários entre homens e mulheres segundo a condição de migração. Revista Brasileira De Estudos De População, 26(1), 97-115. Recuperado de https://rebep.org.br/revista/article/view/149
Seção
Artigos originais