Os 25 anos da CIPD: Terra inabitável e o grito da juventude

  • José Eustáquio Diniz Alves ENCE/IBGE
Palavras-chave: População e desenvolvimento sustentável, CIPD, Agenda 2030, Emergência climática

Resumo

O fim da Guerra Fria, o desmoronamento da União Soviética, a unificação alemã, a formação da União Europeia e a emergência econômica da China e da Índia abriram um momento de colaboração e esperança de progresso na ordem internacional, na última década do turbulento século XX. A Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), ocorrida no Cairo, em 1994, se beneficiou deste clima global favorável e apresentou um Programa de Ação com uma visão otimista da tríplice relação entre população, desenvolvimento e natureza, prenunciando um mundo com avanços econômicos e sociais, com respeito ao meio ambiente e ampliação dos direitos humanos. Contudo, as múltiplas conquistas materiais e a melhora
em diversos indicadores sociais ocorreram às custas do empobrecimento dos ecossistemas e do desequilíbrio climático do planeta. O sonho do desenvolvimento sustentável tem gerado pesadelos, principalmente entre as novas gerações, que estão ocupando as ruas para denunciar as promessas vazias e a crescente probabilidade de um apocalipse ecológico que se vislumbra no horizonte. São estas questões que serão tratadas nesta nota técnica, neste momento em que se realiza a cúpula CIPD25, de Nairóbi.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, J. E. D.; CORRÊA, S. Demografia e ideologia: trajetos históricos e os desafios do Cairo + 10. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 20, n. 2, p. 129-156, jul./dez. 2003.

ALVES, J. E. D. Sustentabilidade, aquecimento global e o decrescimento demoeconômico. Revista Espinhaço, v. 3, n. 1, p. 4-16, 2014.

ALVES, J. E. D. ‘BirthStrike’ e ‘NoFutureNoChildren’: greve de nascimento e emergência climática. Ecodebate, 09/10/2019.

BOULDING, K. The economics of the coming spaceship Earth. In: JARETT, H. (ed.). Environment quality in a growing economy. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1966.

DALY, H. Economics for a full world. Scientific American, n. 293, p. 100-107, Sep. 2005.

GEORGESCU-ROEGEN, N. The entropy law and the economic process. Cambridge, MA: Havard University Press, 1971.

FAO. The state of food security and nutrition in the world: safeguarding against economic slowdowns and downturns. Rome: FAO, 2019. Disponível em: http://www.fao.org/3/ca5162en/ca5162en.pdf.

FIGUERES, C. et al. Three years to safeguard our climate. Nature, v. 546, p. 593-595, 29 June 2017.

IPCC. Global warming of 1.5 °C. 2018. Disponível em: http://www.ipcc.ch/report/sr15/.

IPCC. The ocean and cryosphere in a changing climate. Principality of Monaco, 2019.

KOLBERT, E. The sixth extinction: an unnatural history. London: Bloomsbury, 2015.

MARTINE, G.; ALVES, J. E. D. Economia, sociedade e meio ambiente no século 21: tripé ou trilema da sustentabilidade? Revista Brasileira de Estudos de População, v. 32, n. 3, p. 433-460, 2015.

MARTINE, G.; ALVES, J. E. D. Disarray in global governance and climate change chaos. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 36, p. 1-30, 2019.

MARTÍNEZ-ALIER, J. Introducción a la economía ecológica. Barcelona: Rubes Editorial, 1999. (Cuadernos de Medio Ambiente).

NAÇÕES UNIDAS. Relatório da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento. Cairo, 1994.

ROSLING, H.; ROSLING, O.; RONNLUND, A. R. Factfulness: ten reasons we're wrong about the world – and why things are better than you think. New York: Flatiron Books, 2018.

STEFFEN, W. et al. Planetary boundaries: guiding human development on a changing planet. Science, v. 347, n. 6223, p. 736-13, Feb. 2015.

STEFFEN, W. et al. Trajectories of the Earth System in the Anthropocene. PNAS, v. 115, n. 33, Aug. 2018.

SUMMERS, L. H. Secular Stagnation, IMF, Washington, 2015.

THUNBERG, G. Our house is on fire. The Guardian, 20 Jan. 2019.

THUNBERG, G. If world leaders choose to fail us, my generation will never forgive them. The Guardian, 23 Sep. 2019.

UNEP. Resource efficiency: potential and economic implications. A report of the International Resource Panel. March 2017.

UNITED IN SCIENCE. High-level synthesis report. UN Climate Action Summit, 2019.

WALLACE-WELLS, D. The uninhabitable earth: life after warming. New York: Tim Duggan Books, 2019.

WORLD COMMISSION ON ENVIRONMENT AND DEVELOPMENT. Our common future. New York: Oxford University Press, 1987.

WWF. Relatório Planeta Vivo – 2018: uma ambição maior. Gland, Suíça: WWF, 2018.

Publicado
2019-11-04
Como Citar
Alves, J. E. D. (2019). Os 25 anos da CIPD: Terra inabitável e o grito da juventude. Revista Brasileira De Estudos De População, 36, 1-13. https://doi.org/10.20947/S0102-3098a0085
Seção
Nota técnica