A transição da fecundidade no Brasil ao longo do século XX – uma perspectiva regional

  • Guilherme Quaresma Gonçalves Cedeplar/UFMG
  • José Alberto Magno de Carvalho Cedeplar/UFMG
  • Laura Lídia Rodríguez Wong Cedeplar/UFMG
  • Cássio Maldonado Turra Cedeplar/UFMG
Palavras-chave: Transição da fecundidade de período, Brasil, Diferenciais regionais de fecundidade

Resumo

A essência da transição da fecundidade consiste na mudança de um padrão de intensiva reprodução, quando muitas crianças nascem, mas muitas morrem, para uma reversão desse cenário, passando os nascimentos a serem planejados. Grande parte da literatura sobre a transição da fecundidade no Brasil indica que esse processo teria começado na segunda metade da década de 1960, caracterizando a transição brasileira como tardia e rápida. Apesar desse aparente consenso, o objetivo do presente estudo é indicar quando e onde começou a transição da fecundidade no Brasil, reestimando a transição da fecundidade regional do país. Aplica-se a técnica proposta por Frias e Oliveira, nos anos 1990, aos dados dos Censos Demográficos de 1940, 1950 e 1970 a 2010. Os resultados indicam que a transição da fecundidade já vinha em curso, em parte considerável do Brasil, desde o início da década de 1930, mais especificamente no Rio de Janeiro, em São Paulo e no extremo sul do país. Como consequência desse cenário heterogêneo, foram identificadas duas fases da transição da fecundidade. Na primeira, a transição foi lenta, similar ao modelo europeu, sendo precursores as regiões do Rio de Janeiro, São Paulo e o extremo sul. A segunda fase foi muito rápida, em consonância com a transição da fecundidade dos países retardatários no processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Quaresma Gonçalves, Cedeplar/UFMG

Guilherme Quaresma Gonçalves é doutor em Demografia pelo Cedeplar/UFMG. Atualmente, realiza estágio pós-doutoral na mesma instituição e é Coordenador de Gestão Hospitalar da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. 

 

José Alberto Magno de Carvalho, Cedeplar/UFMG

José Alberto Magno de Carvalho é doutor e mestre em Demografia pela University of London. Professor titular aposentado. Atualmente, professor emérito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e voluntário no Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar) da mesma instituição. 

Laura Lídia Rodríguez Wong, Cedeplar/UFMG

Laura Lídia Rodríguez Wong é doutora em Demografia pela London School of Hygiene and Tropical Medicine. Atualmente é Professora Associada do Departamento de Demografia da UFMG.

Cássio Maldonado Turra, Cedeplar/UFMG

Cássio M. Turra é doutor em Demografia pela Universidade da Pensilvânia. Professor associado da Faculdade de Ciências Econômicas (Face), Departamento de Demografia, Cedeplar, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Referências

ABBASI-SHAVAZI, M. J.; MCDONALD, P.; HOSSEINI-CHAVOSHI, M. The fertility transition in Iran: revolution and reproduction. New York: Springer, 2009.

AHLBERG, J. H.; NILSON, E. N.; WALSH, J. H. Theory of splines and their applications. Academic Press, 1967.

ALVES, J. E. D. Transição da fecundidade e relações de gênero no Brasil. Tese (Doutorado) – Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 1994.

ALVES, J. E. D. Questões demográficas: fecundidade e gênero. Rio de Janeiro: Escola Nacional de Ciências Estatísticas (Ence), IBGE, 2004a. (Textos para discussão).

ALVES, J. E. D. “O choque de civilizações” versus progressos civilizatórios. In: CAETANO, A. J.; ALVES, J. E. D.; CORRÊA, S. (org.). Dez anos do Cairo: tendências da fecundidade e direitos reprodutivos no Brasil. Campinas: Associação Brasileira de Estudos Populacionais (Abep), 2004b.

ARRETX, C. Levels and recent trends in fertility and mortality in Brazil. Washington, D.C., 1983.

BERQUÓ, E. S. Sobre a política de planejamento familiar no Brasil. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 4, n. 1, p. 95-103, 1987.

BERQUÓ, E. S.; CAVENAGHI, S. M. Mapeamento sócio-econômico e demográfico dos regimes de fecundidade no Brasil e sua variação entre 1991 e 2000. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 14. Anais [...]. Caxambu, MG: Abep, 2004.

BOOTH, H. The estimation of fertility from incomplete cohort data by means of the transformed Gompertz model. London: University of London, 1980.

BOOTH, H. Transforming gompertz’s function for fertility analysis: the development of a standard for the relational gompertz function. Population Studies, v. 38, n. 3, p. 495-506, 1984.

BRASS, W. Methods for estimating fertility and mortality from limited and defective data. San Jose, Costa Rica, 1975.

BRASS, W. Demographic data analysis in less developed countries: 1946-1996. Population Studies, v. 50, n. 3, p. 451-467, 1996.

BRASS, W.; COALE, A. J. Methods of analysis and estimation. In: BRASS, W. et al. (ed.). The demography of tropical Africa. 1. ed. New Jersey: Princeton University Press, 1968. p. 88-139.

CARVALHO, J. A. M. de. Analysis of regional trends in fertility, mortality and migration in Brazil, 1940-1970. Ph.D. (Dissertation) – School of Economics and Political Science, London, 1973.

CARVALHO, J. A. M. de. Regional trends in fertility and mortality in Brazil. Population Studies, v. 28, n. 3, p. 401-421, 1974a.

CARVALHO, J. A. M. de. Tendências regionais de fecundidade e mortalidade no Brasil: Monografia. Belo Horizonte, MG, 1974b.

CARVALHO, J. A. M. de. Aplicabildiade da técnica de fecundidade de Brass quando a fecundidade está declinando ou quando a população não é fechada. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 3. Anais [...]. Vitória, BA: Abep, 1982.

CARVALHO, J. A. M. de; BRITO, F. A demografia brasileira e o declínio da fecundidade no Brasil: contribuições, equívocos e silêncios. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 22, n. 2, p. 351-369, 2005.

CARVALHO, J. A. M. de; HORTA, C. J.; WAJNMAN, S. Construindo uma medida do tempo médio despendido pelas coortes de mulheres com os cuidados de filhos pequenos. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS. Anais [...]. Caxambu, MG: Abep, 2000.

CARVALHO, J. A. M. de; PAIVA, P. de T. A.; SAWYER, D. R. The recent sharp decline in fertility in Brazil: economic boom, social inequality and baby bust. Cidade do México: The Population Council, 1981. (Working Paper).

CARVALHO, J. A. M. de; QUARESMA, G.; SILVA, L. G. de C. E. Application of P/F Brass ratio method in the context of fast-paced adolescent fertility decline. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 35, n. 1, 2018.

CARVALHO, J. A. M. de; WONG, L. L. R. La transición de la fecundidad en Brasil: causas y consecuencias. Notas de Población, n. 56, p. 107-141, 1992.

CASTANHEIRA, H. C.; KOHLER, H.-P. It is lower than you think it is: recent total fertility rates in Brazil and possibly other Latin American countries. University of Pennsylvania, 2015. (PSC Working Paper Series, 63).

CASTANHEIRA, H. C.; KOHLER, H.-P. It is lower than you think: recent total fertility rates in Brazil and possibly other Latin American countries. In: POPULATION ASSOCIATION OF AMERICA ANNUAL MEETING. Proceedings [...]. Washington, D.C.: Population Association of America, 2016.

CAVENAGHI, S. M.; ALVES, J. E. D. Qualidade das informações sobre fecundidade no Censo Demográfico de 2010. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 33, n. 1, p. 189-205, 2016.

CAVENAGHI, S. M.; GOLDANI, A. M. Fecundidade e família: os tamanhos das famílias das mulheres e das crianças no Brasil. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 10, n. 1, p. 107-124, 1993.

CHO, L.-J. Preliminary estimates of fertility for Korea Author. Population Index, v. 37, n. 1, p. 3-8, 1971.

CHO, L.-J.; RETHERFORD, R. D.; CHOE, M. K. The own-children method of fertility estimation. 1. ed. Honolulu, Hawaii: University of Hawaii Press, 1986.

CLARK, G. A farewell to alms: a brief economic history of the world. 1. ed. Princeton: Princeton University Press, 2007.

COALE, A. J. The demographic transition reconsidered. In: INTERNATIONAL POPULATION CONFERENCE. Proceedings […]. Liège, Belgium: International Union for the Scientific Study of Population – IUSSP, 1973.

COALE, A. J. The decline of fertility in Europe since the eighteenth century as a chapter in demographic history. In: COALE, A. J.; WATKINS, S. C. (ed.). The decline of fertility in Europe. 1. ed. Princeton: Princeton University Press, 1986.

COALE, A. J.; HOOVER, E. Population growth and economic development in low-income countries. 1. ed. Princeton: Princeton University Press, 1958.

DYSON, T. Population and development: the demographic transition. 1. ed. London: Zed Books Ltd., 2010.

FARIA, V. E. Políticas de governo e regulação da fecundidade: conseqüências não antecipadas e efeitos perversos. In: ANPOCS. Ciências sociais hoje. São Paulo: Anpocs/Vértice, 1989.

FEENEY, G. El metodo de hijos propios para estimar tasas de fecundidad por edad: notas praparadas para un seminariode analisis demografico y evaluacion the informaciones. Santiago, Chile: Centro Latinoamericano de Demografia – Celade, 1977.

FERNÁNDEZ, R. F.; CARVALHO, J. A. M. de. A evolução da fecundidade no Brasil, período 1957-1979. Aplicação da técnica dos filhos próprios para se estimar a fecundidade ano a ano. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 3, n. 2, p. 67-86, 1986.

FREJKA, T. The fertility transition revisited: a cohort perspective. Comparative Population Studies v. 42, p. 89-116, 2017.

FRIAS, L. A. de M.; CARVALHO, J. A. M. de. Uma avaliação de fecundidade no Brasil, ao início do século. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 9, n. 2, p. 193-199, 1992.

FRIAS, L. A. de M.; CARVALHO, J. A. M. de. Fecundidade nas regiões brasileiras a partir de 1903: uma tentativa de reconstrução do passado através de gerações. In: ENCONTRO DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 9. Anais [...]. Caxambu, MG: Abep, 1994.

FRIAS, L. A. de M.; OLIVEIRA, J. de C. Um modelo para estimar o nível e o padrão da fecundidade por idade com base em parturições observadas. Rio de Janeiro: IBGE, 1990. (Textos para Discussão, 37).

FRIAS, L. A. de M.; OLIVEIRA, J. de C. Níveis, tendências e diferenciais de fecundidade no Brasil a partir da década de 30. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 8, n. 1, p. 72-111, 1991.

GENDELL, M. Fertility and development in Brazil. Demography, v. 4, n. 1, p. 143-157, 1967.

GRABILL, W. H.; CHO, L.-J. Methodology for the measurement of current fertility from population data on young children. Demography, v. 2, n. 1, p. 50-73, 1965.

HORTA, C. J.; CARVALHO, J. A. M.; FRIAS, L. A. de M. Recomposição da fecundidade por geração para Brasil e regiões: atualização e revisão. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 12. Anais [...]. Caxambu, MG: Abep, 2000.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Estatísticas do século XX no Anuário Estatístico do Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1985.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Tendências demográficas: uma análise dos resultados do Censo Demográfico 2000. Rio de Janeiro: IBGE, 2004.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Projeções da população: Brasil e Unidades da Federação. Rio de Janeiro: IBGE, 2013. (Série Relatórios Metodológicos).

KIRK, D. Demographic transition theory. Population Studies, v. 50, p. 361-387, 1996.

KNODEL, J.; VAN DE WALLE, E. Lessons from the past: policy implications of historical fertility studies. Population and Development Review, v. 5, n. 2, p. 217-245, 1979.

LADIER-FOULADI, M. The fertility transition in Iran. Population: An English Selection, v. 9, p. 191-213, 1997.

MARQUES, D. H. F.; CARVALHO, J. A. M. de. Revisión de los niveles de fecundidad estimados mediante la técnica P/F de Brass en el Brasil y sus macrorregiones, 1980, 1991 y 2000. Notas de Población, v. 107, p. 193-206, 2018.

MARTINE, G. Brazil’s fertility decline, 1965-95: a fresh look at key factors. Population and Development Review, v. 22, n. 1, p. 47-75, 1996.

MERRICK, T. W. Interregional differences in fertility in Brazil, 1950-1970. Demography, v. 11, n. 3, p. 423-440, 1974.

MIRANDA-RIBEIRO, A. Reconstrução de histórias de nascimentos a partir de dados censitários: aspectos teóricos e evidências empíricas. Tese (Doutorado) – Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 2007.

MIRANDA-RIBEIRO, A. Minas Gerais, região Sudeste e Brasil: aplicação do método dos filhos próprios e a transição da fecundidade no período 1956-2000. In: SEMINÁRIO SOBRE A ECONOMIA MINEIRA, 12. Anais [...]. Diamantina,MG: Cedeplar/UFMG, 2006.

MIRANDA-RIBEIRO, A.; GARCIA, R. A. Transições da fecundidade no Brasil: uma análise à luz dos diferenciais por escolaridade. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 18. Anais [...]. Águas de Lindóia, SP: Abep, 2012.

MIRANDA-RIBEIRO, A.; GARCIA, R. A. Transition or transitions ? Analyzing the fertility decline in Brazil in the light of educational levels. Revista Latinoamericana de Población, v. 7, n. 13, p. 91-106, 2013.

MIRANDA-RIBEIRO, A.; GONÇALVES, G. Q.; RIOS-NETO, E. L. G. Postponement of births in Brazil: is time to think about recovery? In: POPULATION ASSOCIATION OF AMERICA ANUAL MEETING. Proceedings [...]. Denver, CO: PAA, 2018.

MIRÓ, C. A. Políticas de população na América Latina em meados de 1985: um panorama confuso. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 4, n. 1, p. 87-94, 1987.

MORTARA, G. The development and structure of Brazil’s population. Population Studies, v. 8, n. 2, p. 121-139, 1954.

MORTARA, G. A fecundidade das mulheres e a sobrevivência dos filhos no Brasil, segundo o censo de 1950. Revista Brasileira de Estatística, v. 17, n. 67, p. 177-186, 1956.

MORTARA, G. A fecundidade da mulher e a sobrevivência dos filhos no Brasil, segundo o Censo de 1950. In: IBGE (ed.). Contribuições para o estudo da demografia do Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1961. p. 66-79.

MOULTRIE, T. A. The relational Gompertz model. In: MOULTRIE, T. et al. (ed.). Tools for demographic estimation. 1. ed. Paris: International Union for the Scientific Study of Population, 2013. p. 54-68.

MUNDIGO, A. Os casos de China e Brasil. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 4, n. 1, p. 77-86, 1987.

NOTESTEIN, F. Population: the long view. In: SCHULTZ, T. (ed.). Food for the world. Chicago, Illinois: University of Chicago Press, 1945. p. 36-57.

NOTESTEIN, F. Economic problems of population change. In: INTERNATIONAL CONFERENCE OF AGRICULTURAL ECONOMISTS, 8. Proceedings [...]. London: Oxford University Press, 1953.

OLIVEIRA, L. A. P. de; SILVA, N. L. P. da. Tendências da fecundidade nos primeiros anos da década e 80. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 5. Anais [...]. Águas de São Pedro, SP: Abep, 1986.

OLIVEIRA, M. C.; BILAC, E. D.; MUSZKAT, M. Homens e anticoncepção: um estudo sobre duas gerações masculinas das “camadas médias” paulistas. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 12. Anais [...]. Caxambu, MG: Abep, 2000.

PAIVA, P. de T. A. O processo de proletarização e a transição da fecundidade no Brasil. Revista Brasileira de Economia, v. 41, n. 4, p. 383-414, 1987.

PERPÉTUO, I.; WONG, L. L. R. Towards a replacement rate: programs and policies which affected the fertility course in Brazil. Papeles de Población, n. 47, p. 220-250, 2006.

POTTER, J. E. et al. Measuring the timing and pace of fertility decline in Brazil using a bayesian spatial estimation procedure. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 15. Anais [...]. Caxambu, MG: Abep, 2006.

POTTER, J. E. et al. Mapping the timing, pace, and scale of the fertility transition in Brazil. Population and Development Review, v. 36, n. 2, p. 283-307, 2010.

POTTER, J. E.; SCHMERTMANN, C. P.; CAVENAGHI, S. M. Fertility and development: evidence from Brazil. Demography, v. 39, n. 4, p. 739-761, 2002.

QUARESMA, G. et al. Tendências da fecundidade no Brasil entre 1946 e 1960: uma tentativa de reconstituição a partir do método dos filhos próprios. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 21. Anais [...]. Poços de Caldas, MG: Abep, 2018.

QUARESMA, G. Tendências regionais da transição da fecundidade brasileira corrente e de coorte ao longo do século XX. Tese (Doutorado) – Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 2019.

RIOS-NETO, E. L. G. Passado, presente e futuro da fecundidade: uma visão de idade, período e coorte. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 17, n. 1, p. 5-15, 2000.

RIOS-NETO, E. L. G. Questões emergentes na análise demográfica: o caso brasileiro. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 22, n. 2, p. 371–408, 2005.

ROHDEN, F. A arte de enganar a natureza: contracepção, aborto e infanticídio no início do século XX. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2003.

ROSEN, B. C.; SIMMONS, A. B. Industrialization, family and fertility: a structural-psychological analysis of the Brazilian case. Demography, v. 8, n. 1, p. 49-69, 1971.

SACCO, N.; ANDREOZZI, L. Proyecciones y retroproyecciones probabilísticas de las tasas por edad (1895-2040). Revista Latinoamericana de Población, v. 11, n. 20, p. 79-104, 2017.

SACCO, N.; BORGES, G. ¿Converge la fecundidad en Brasil y Argentina? Un enfoque desde las desigualdades. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 35, n. 1, p. 1-29, 2018.

SÁNCHEZ-BARRICARTE, J. J. Measuring and explaining the baby boom in the developed world in the mid-20th century. Demographic Research, v. 38, p. 1189-1240, 2018.

SAUNDERS, J. V. D. Differential fertility in Brazil. 1. ed. Gainesville: University of Florida Press, 1958.

SCHMERTMANN, C. P. et al. Bayes plus Brass: estimating total fertility for many small areas from sparse census data. Population Studies, v. 67, n. 3, p. 255-273, 2013.

SIMÃO, A. B. et al. Comparando as idades à primeira relação sexual, à primeira união e ao nascimento do primeiro filho de duas coortes de mulheres brancas e negras em Belo Horizonte: evidências quantitativas. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 23, n. 1, p. 151-166, 2006.

SIMÕES, C. C. DA S.; OLIVEIRA, L. A. P. de. Perfil estatístico de crianças e mães no Brasil: a situação da fecundidade; determinantes gerais e características da transição recente. 1. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1988.

TERÁN, M. M. Y. Evolución demográfica de México en el siglo XX. In: NADALIN, S. O.; MARCILIO, M. L.; BALHANA, A. P. (ed.). História e população: estudos sobre América Latina. São Paulo: Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados, 1990. p. 81-87.

TUIRAN, R. et al. Fertility in Mexico: trends and forecast. New York, 2002.

UNITED NATIONS. Department of Economic and Social Affairs. Population Division. World population prospects: the 2019 revision. DVD Edition, 2019.

VAN BAVEL, J.; REHER, D.-S. The baby boom and its causes: what we know and what we need to know. Population and Development Review, v. 39, n. 2, p. 257-288, 2013.

VERONA, A. P.; POTTER, J. E. Fecundidade no Rio Grande do Sul entre 1946 e 1960: uma análise utilizando o método dos filhos próprios. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 16. Anais [...]. Caxambu, MG: Abep, 2008.

WAJNMAN, S. Demografia das famílias e dos domicílios brasileiros. Tese (Professora Titular) – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 2012.

WONG, L. L. R. Fecundidade no Brasil (urbano e rural) – aplicação do Método dos Filhos Próprios ao Censo de 1970. Informe Demográfico, v. 1, n. 9, p. 53-98, 1983a.

WONG, L. L. R. Níveis e tendências da fecundidade nas diversas regiões do Brasil – aplicação do Método dos Filhos Próprios ao Censo de 1970. Informe Demográfico 1, v. 1, n. 9, p. 99-140, 1983b.

WONG, L. L. R.; OLIVEIRA, J. de C. Níveis e diferenciais de fecundidade para o Brasil segundo os dados censitários de 1980 (notas preliminares). In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 4. Anais [...]. Águas de São Pedro, SP: Abep, 1984.

WORLD BANK. World development indicators, 2017. Disponível em: http://worldpopulationreview.com/countries/.

ZABA, B. Use of the relational Gompertz model in analysing fertility data collected in retrospective surveys. London: Center for Population Studies / London School of Hygiene & Tropical Medicine, 1981.

ZARATE, A. O. Fertility in urban areas of Mexico: implications for the theory of the demographic transition. Demography, v. 4, n. 1, p. 363-373, 1967.

Publicado
2019-12-30
Como Citar
Gonçalves, G. Q., Carvalho, J. A. M. de, Rodríguez Wong, L. L., & Turra, C. M. (2019). A transição da fecundidade no Brasil ao longo do século XX – uma perspectiva regional. Revista Brasileira De Estudos De População, 36, 1-34. https://doi.org/10.20947/s0102-3098a0098
Seção
Artigos originais